PROÁFRICA

O que é o PRÓAFRICA?

É um programa de cooperação entre o Brasil e países da África em matéria de ciência e tecnologia.

Qual é o objetivo do projeto?

O projeto tem por objetivo contribuir para a elevação da capacidade científica tecnológica dos países africanos, por meio do financiamento de cientistas e pesquisadores com atuação e relevância estratégica e dotados de interesse prioritário para o desenvolvimento de cooperação científico-tecnológica.

 

Quem pode ter o projeto aprovado?

Somente pesquisadores vinculados a instituições brasileiras de ensino e pesquisa com atuação e relevância estratégica.

Como Umuarama foi contemplada por este Programa?

O projeto foi concebido sob a coordenação do Prof. Marcelo Marques da UEM, lotado no Campus de Umuarama, em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), ambas de Curitiba, e com a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) de Moçambique.

Qual a originalidade do projeto?

Uma importante função da engenharia é realizar previsões com base em critérios científicos. Uma série de fenômenos da natureza, apesar de sua aleatoriedade, pode ser prevista por técnicas utilizando simulação computacional. O vento é um exemplo de fenômeno natural aleatório, tanto em direção quanto em intensidade, e que apresenta previsão cada vez mais acertiva.

Outro interesse da engenharia é a representação de fenômenos em tempo real, permitindo a revelação do fenômeno instantaneamente, no momento em que ocorre.

Os dois casos, tanto a previsão quanto a representação em tempo real são obtidos por uma grande variedade de métodos e tecnologias. Grande parte destas soluções demandam elevadas quantidades de recursos financeiros em etapas típicas de desenvolvimento, implantação, manutenção e aperfeiçoamento.

Desde o ano de 2003 o professor Marcelo Marques vem desenvolvendo técnicas e soluções computacionais visando a simulação de fenômenos gerados pelo vento, tanto a representação em tempo real quanto a previsão, realizados por sistemas de baixo custo de implantação e reduzido custo operacional. Soluções computacionais precisas e parcimoniosas em recursos financeiros foram viabilizadas pelo desenvolvimento de sistemas baseados na técnica de simulação desenvolvida durante o período em que desenvolveu o doutorado na Universidade Federal do Paraná, no Programa de Pós-graduação em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental (PPGERHA) entre os anos de 2010 a 2013.

A técnica é denominada Modelagem Paramétrica Bidimensional (MPB).

Como soluções precisas podem possibilitar redução de custo?

A técnica consiste em substituir uma abordagem exclusivamente numérica de base física, amplamente desenvolvida e difundida nos últimos 30 anos, por pesquisadores e engenheiros de todo o mundo,  por uma solução híbrida e original. A técnica MPB considera a combinação de técnicas numéricas e técnicas geométricas. A abordagem permite resultados precisos combinados a tempos reduzidos de processamento. Na prática isto representa precisão dos resultados de modo rápido e com custo operacional praticamente nulo.

Como estas técnicas vem sendo desenvolvidas?

Através dos trabalhos do Núcleo de Pesquisa em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental (NUPEHIDRO) coordenado pelo Prof. Marcelo Marques na UEM de Umuarama em parceria com as universidades UTFPR e UFPR.

Quais soluções vem sendo desenvolvidas pelo NUPEHIDRO?

Soluções voltadas para meteorologia, ondas geradas pelo vento, evaporação em reservatórios, transporte de sedimentos, erosão devido a ação de ondas e navegação hidroviária.

Quais as contribuições do Projeto para Moçambique?

O projeto depois de implementado vai contribuir grandemente para a compreensão dos fenômenos gerados pelo vento em Moçambique, mais especificamente na região das maiores usinas hidrelétricas do País, de modo preciso e sob custo operacional praticamente nulo.
Comments